Cordel: F. das Chagas Batista (Francisco das Chagas Batista)

    R$ 33,00 R$ 33,00 33.0 BRL

    R$ 33,00

    Option not available

    This combination does not exist.

    COMPRAR
    24 Unidade(s) 


    Francisco das Chagas Batista (1882 — 1930), grande cordelista (não era cantador), nasceu em Teixeira, e faleceu em João Pessoa — PB. A partir de 1902, escreveu e editou muitos folhetos seus. Câmara Cascudo, Orígenes Lessa e outros enaltecem-no. Foi também sonetista e parodista. Deixou os livros "A lira do poeta", "Poesia escolhidas" e "Cantadores e poetas populares", este a primeira antologia no gênero.

    Era irmão do cantador Antônio Batista Guedes, este, bisavô do violonista Raphael Rabello. Casou-se com sua prima Hugolina Nunes da Costa, foi pai de doze filhos, dos quais sete poetas. Livreiro editor, montou a Popular Editora, que divulgou o cordel no Nordeste.

    <<Sobre a literatura de cordel>> A literatura popular em verso passou por diversas fases de incompreensão e vicissitudes no passado. Ao contrário de outros países, como o México e a Argentina, onde esse tipo de produção literária é normalmente aceita e incluída nos estudos oficiais de literatura.

    Apesar da maciça bibliografia crítica e da vasta produção de folhetos (mais de 30 mil folhetos de 2 mil autores classificados), a literatura de cordel – cujo início remonta ao fim do século XIX – continua ainda em boa parte desconhecida do grande público, principalmente por causa da distribuição efêmera dos folhetos.

    ISBN: 9788577150588

    Format:

    Peso:

    Páginas:

    Francisco das Chagas Batista (1882 — 1930), grande cordelista (não era cantador), nasceu em Teixeira, e faleceu em João Pessoa — PB. A partir de 1902, escreveu e editou muitos folhetos seus. Câmara Cascudo, Orígenes Lessa e outros enaltecem-no. Foi também sonetista e parodista. Deixou os livros "A lira do poeta", "Poesia escolhidas" e "Cantadores e poetas populares", este a primeira antologia no gênero. Era irmão do cantador Antônio Batista Guedes, este, bisavô do violonista Raphael Rabello. Casou-se com sua prima Hugolina Nunes da Costa, foi pai de doze filhos, dos quais sete poetas. Livreiro editor, montou a Popular Editora, que divulgou o cordel no Nordeste. <> A literatura popular em verso passou por diversas fases de incompreensão e vicissitudes no passado. Ao contrário de outros países, como o México e a Argentina, onde esse tipo de produção literária é normalmente aceita e incluída nos estudos oficiais de literatura. Apesar da maciça bibliografia crítica e da vasta produção de folhetos (mais de 30 mil folhetos de 2 mil autores classificados), a literatura de cordel – cujo início remonta ao fim do século XIX – continua ainda em boa parte desconhecida do grande público, principalmente por causa da distribuição efêmera dos folhetos.

    • ISBN : 9788577150588
    • Formato 160.0 x 110.0
    • Peso 111.0
    • Páginas 152
    • Disponível em 2003-06-01
    • Book status